Galactica e Stargate Universe

Eu assisti a alguns episódios da antiga série galactica e quando vi as notícias de que haveria um remake não fiquei muito empolgado, apesar de alguns amigos meus estarem levando fé. Demorei para ver a série e depois que muita gente elogiou, foi que comprei o DVD da minissérie para assistir. Meu Deus, como pude estar tão errado, a minissérie é excelente e o ponto de partida para uma ótima série.

A série em si, teve 4 temporadas, aqui está um resumo tirado da Wikipedia:

Após muitos anos e sentindo a vontade dos fãs, novos produtores recriaram o velho seriado[3]. A idéia original era continuar a série original e contar histórias passadas cerca de quarenta anos após o ataque dos cylons. Entretanto, os novos produtores perceberam o potencial da história idealizada por Glen A. Larson e criaram algo inteiramente novo[4].

Desta vez, houve primeiramente uma minissérie em 2003 e depois, em 2004, iniciou-se a série que teve o episódio final exibido nos EUA em 20 de março de 2009.

A proposta agora é a seguinte: os Cylons são andróides criados pelos seres humanos para facilitar a vida nas colônias. Alguns desses andróides, os mais “nobres”, possuem autoconsciência e, auxiliados pelos menos inteligentes, os centuriões, rebelaram-se contra seus mestres. Seguiu-se uma longa guerra, concluída com um acordo de paz e a retirada dos Cylons para outro planeta, um mundo onde poderiam se desenvolver por sua própria conta.

Contudo, após anos de silêncio, eles desfecharam um traiçoeiro e fulminante ataque nuclear contras as Doze Colônias. Esse ataque só foi possível porque os Cylons evoluíram e passaram a mimetizar a forma humana, isto é, tornaram-se humanóides. Dessa forma, eles ludibriaram Gaius Baltar (James Callis), uma espécie de gênio científico responsável por um programa de computador que controlava a defesa das colônias; conseguiram, com sua cooperação involuntária, um vírus que paralisou totalmente a defesa dos humanos, inclusive a das naves de combate.

Apenas a Galactica se salvou desse ataque inicial e isso porque, a mando do Comandante William Adama (agora interpretado pelo ator Edward James Olmos), os computadores da nave não estavam em rede e, portanto, não eram vulneráveis ao vírus utilizado nesse ataque. O resto da história é semelhante ao da primeira série, a Galactica reuniu cerca de setenta e cinco naves civis, com uma população de quase cinqüenta mil pessoas e, sempre perseguidos pelos Cylons, passou a procurar a Terra apesar de Adama não acreditar que ela fosse mais do que uma lenda. A nova série, entretanto, é bem mais profunda, não se limitando a aventuras e batalhas espaciais: ela explora também as relações humanas em uma microcivilização ameaçada de extinção, na qual os humanos lutam entre si tanto como contra os Cylons.”

Creio que a série foi bem até a terceira temporada, a quarta e última foi mais devagar e menos empolgante. Se tivessem condensado a quarta e a terceira temporada numa só, seria melhor.  Até porque na minha humilde opinião, o final da Galactica foi meio chimfrim. De qualquer maneira muito melhor que Star Trek Voyager. De qualquer amneira, é uma série excelente, pesada e vale cada segundo gasto

 

Stargate Universe, franquia da série Stargate, foi criada para pegar os Orfãos de Galactica numa trama deveras parecida. Grupo de civis e soldados  sem querer acabam numa nave dos Antigos que está viajando para os confins do espaço num rumo pré-determinado. Todos querem voltar para a terra e precisam sobreviver e interagir na nave enquanto tentam achar uma maneira de voltar para casa. A diferençaa qui é que o pesosal da nave cosnegue ir aos plantas que aparecem n omeio do caminho através de stargates em vez de teletransporte, e mesmo nos confins do universo, há umas pedras que permitem a comunicação com a Terra.

O visual dos atores e dos cenários lembram mais Galactica do que Voyager. Mas diferente da primeira, Stargate Universe  não empolga. Os personagens são chatos e a direção não conseguiu captar  o drama dos protagonistas como foi conseguido em Galactica. A série tem que comer muito arroz com feijão para conseguir deixar sua marca.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s