Memórias do RPG – Parte I

Eu tenho 36 anos, quando eu tinha 14 anos, ou seja, 22 anos atrás, eu comprei e li numa sentada: o Hobbit e O Senhor dos Aneis. Adorei os livros e fiquei com pena quando acabou. Afinal não eram muitos os livros de fantasia que um moleque de 14 anos conseguia comprar  nas livrarias em 1987.

Um mês e pouco depois, viajei com meus pais para uma casa de praia, e lá encontrei um amigo que por sua vez tinha levado um amigo. Esse outro rapaz tinha esse livro vermelho ai de cima, o livro básico do D&D. Como tinhamos  o final de semana inteiro, acabamos jogando uma aventurinha que vinha com o jogo. A aventura em si foi terrivel, mas aquilo foi uma explosão na minha cabeça. Existia um jogo no qual eu poderia participar das historias dos livros que eu gostava. Onde eu poderia ser elfo, anão, hobbit, mago, guerreiro, ladrão ou clerigo e minhas ações iriam influenciar a história. Havia tambem uns dados muito legais, com 4, 6,8,10, 12 e 20 faces.

Depois disso, comecei a procurar nas livrarias e nada, mas falei do jogo proi meu vizinho e numa viagem da mãe dele, ela trouxe os módulos do D&D e os 3 livros do AD&D (1ª Edição). Xeroquei os livros do D&D e comecei então a árdua tarefa de entender como era aquele estranh o jogo. Ainda lembro quando cheguei pra esse meu amigo da casa de praia e disse que tinha cosneguido uma cópia dos livros e ele se virou pra mim e disse “Eu tambem”

Falei com um amigo do curso de ingles que tambem estava lendo o Senhor dos Aneis, convenci meu vizinho, e asssim, todos nós moleques de 14/15 anos começamos nossos primeiros jogos de D&D e AD&D.

Descobri uma livraria no centro do Rio onde conseguia importar os livros, demorava 3 meses, mas os livros chegavam. Convenci outros amigos da escola a jogar tambem, e com isso começou a história com o RPG que já dura 22 anos.

Nesse meio tempo editei fanzines, ajudei a organizar eventos de RPG, escrevi livros de RPG e editei revistas sobre  o assunto e nunca parei de jogar, mesmo que atualmente só jogue via Foruns, pois é o que o tempo permite.

O D&D e o AD&D, depois de alguns anos, enjoaram, mas ai vieram o Call of Cthulhu, Paranoia, Ars Magica, Mulheres Machonas, Vampiro, e outros tantos jogos que fica até dificil listar. Conheci pessoas que são meus amigos até hoje e com o RPG continuo fazendo novas amizades, mesmo que muitas delas só conheça virtualmente e por meio do MSN.

Se forem me classificar, vão dizer que eu sou Old School, um dinossauro do RPG, a geração Xerox. Me vejo daqui uns anos jogando com os meus filhos e seus amigos. Será que assim conseguirei voltar a fazer jogos de mesa???  Serás que eles vão gostar de jogar com um velho babão, ou vão preferir passar  o seu tempo em jogos como World of Warcraft, Nintendo Wii, SecondLife, …

E você, como começou no RPG?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s